950x250

Consumo doméstico e exportação devem impulsionar setor suinícola em 2024

Vacinas

Com perspectiva do consumo interno crescer 2,8% e as exportações se manterem em patamares elevados, renovando o recorde de 2021, o número de animais abatidos para atender a essa demanda deve aumentar 3,3%.

As perspectivas para o setor suinícola são favoráveis para 2024. Segundo pesquisadores do Cepea, os fundamentos vêm dos possíveis aumentos do consumo doméstico e das exportações e na provável redução nos custos de produção frente a anos anteriores.

Cálculos do Cepea estimam que o consumo de carne suína em 2024 pode crescer 2,8% frente ao ano passado.

Quanto às exportações da carne brasileira, o setor acredita que o desempenho verificado em 2023 se sustente em 2024.

Vale lembrar que, de janeiro a novembro de 2023, os embarques brasileiros somavam 1,1 milhão de toneladas, devendo, portanto, renovar o recorde de 2021 (de 1,12 milhão de toneladas).

Para atender aos apetites interno e externo por produtos in natura e processados de origem suína, projeções realizadas pelo Cepea indicam aumento de 3,3% no número de animais abatidos de 2023 para 2024, podendo somar 59,1 milhões de cabeças.

Ainda no caso da produção, o suinocultor pode vislumbrar um cenário de rentabilidade um pouco melhor do que a observada entre 2018 e 2022, sobretudo em decorrência das recentes desvalorizações do milho e do farelo de soja, principais insumos utilizados para a nutrição do animal e que, portanto, representam grande parcela dos custos.

 

Fonte: Ascom Cepea
Vacinas

Compartilhe

Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br