Vacina

Governo prepara esquema de segurança para ato em 8 de janeiro

Vacinas

Ameaças são monitoradas para que evento seja uma celebração democrática. Representantes dos três poderes devem participar da solenidade

“Teremos um ato histórico no dia 8 de Janeiro, uma iniciativa do presidente Lula que foi abraçada pelos chefes de todos os poderes. Um ato de festa, de celebração democrática”, disse o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Ricardo Cappelli, em reunião com os chefes da segurança dos três poderes, na manhã desta segunda-feira (26/12).

Esta é a primeira reunião para preparar o esquema de segurança para o ato que ocorrerá no próximo dia 8 de janeiro – marcando um ano da tentativa de golpe contra a democracia. O encontro contou com representantes da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Força Nacional, Secretaria Nacional de Segurança Pública do Distrito Federal, além da Segurança do Senado Federal, da Câmara dos Deputados, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI). O objetivo é formar um plano integrado de atuação para o dia do evento.

De acordo com Cappelli, até o momento não há nada que preocupe as equipes de segurança, as ameaças estão sendo monitoradas. “O Brasil é um País livre, democrático. Manifestações democráticas são sempre bem-vindas e absolutamente naturais. O que a gente tem monitorado são ameaças e ataques às instituições democráticas”, disse.

“A polícia rodoviária federal está também de prontidão, em sintonia com a Agência Nacional de Transportes Terrestres, e vai, daqui até o dia 08/01, monitorar qualquer movimentação atípica relacionada a atos que ameacem os poderes”, completou o secretário.

Devem participar do evento os chefes dos poderes, deputados, senadores, ministros, os presidentes dos Tribunais de Justiça dos estados, presidentes das Assembleias Legislativas, governadores de estado e representantes da sociedade civil. “Será um momento de celebrar a democracia revigorada, após os atos inaceitáveis do dia 08 de janeiro de 2023”, destacou Cappelli.

Ainda de acordo com o secretário, novas reuniões ocorrerão até o dia 04 de janeiro, quando será assinado o Plano de Ações Integradas que vai definir a responsabilidade de cada órgão para o evento.

Vacinas

Compartilhe

Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Feito com muito 💜 por go7.com.br